quinta-feira, 25 de março de 2010

O sangue de Jesus

Bento XVI disse que Jesus respondeu o mal com o amor infinito

No passado, o primeiro domingo de julho se caracterizava pela devoção ao Preciosíssimo Sangue de Cristo, a aspersão com o sangue de animais representava, no Antigo Testamento, a aliança entre Deus e o povo, segundo narra o livro do Êxodo.

Recordando também a passagem do Gênesis na qual afirma que o sangue de Abel, assassinado pelo irmão Cain, representa um grito da terra para Deus, infelizmente, hoje como ontem, este grito não cessa, porque sangue humano continua sendo derramado por causa da violência, da injustiça e do ódio.

Quando os homens aprenderão que a vida é sagrada e pertence somente a Deus? Quando compreenderão que somos todos irmãos?

O grito pelo sangue derramado, que se eleva de tantos lugares da terra, Deus responde com o sangue de seu Filho, que entregou sua vida por nós, Cristo não respondeu ao mal com o mal, mas com o bem, com seu amor infinito.

Sangue de Cristo é a prenda do amor fiel de Deus pela humanidade, olhando as chagas do Crucificado, todo homem, ainda em condições de estrema miséria moral, pode dizer: Deus não me abandonou, me ama, deu a vida por mim; e assim voltar a encontrar a esperança.

Nenhum comentário: